quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Mofo nas paredes... O que fazer?

Frio, muita chuva e umidade... esses fatores, juntamente com a falta de ventilação e de radiação solar, são as causas associadas de boa parte do mofo que se instala nas paredes de casas e apartamentos nesse período de inverno, principalmente no Sul e Sudeste do país. Antes de tomar qualquer medida para combatê-lo é necessário esperar o período de frio e de chuvas, pois o problema pode não ser bem resolvido. Mesmo o mofo sendo um fungo, e bastante sensível a produtos que contenham amônia, cloro e ácido sulfúrico, ele se prolifera muito rapidamente. Mas então fica a pergunta, o que fazer para resolver o problema?


O primeiro passo é verificar as causas do problema, ou seja, de onde o fungo está surgindo: nas paredes, no teto? E qual o tamanho das manchas: em toda a extensão da parede e/ou do teto ou em pontos específicos? É importante fazer essas observações, pois elas darão as pistas para encontrar a solução do problema, que pode ser advindo de uma infiltração, um vazamento ou mesmo do encharcamento das paredes. Depois de encontrar a raiz do problema é possível tomar as medidas mais adequadas para resolvê-lo ou saná-lo, e então partir para combater o mofo.


Algumas causas do aparecimento do mofo 

A primeira coisa a ser feita é a limpeza das paredes retirando o excesso de mofo existente. O fundo é um micro-organismo muito sensível a produtos que contenha cloro, amônia. Geralmente são utilizados água sanitária e vinagre diluídos em água para realizar a limpeza. Depois de secar, é hora de escolher o produto mais adequado para retardar o aparecimento dos fungos. No mercado existem diversos produtos que podem ser utilizados como tintas, impermeabilizantes, vernizes e plastificantes para aplicar nas paredes, que podem ser utilizados isoladamente ou em conjunto.

Mas as tintas anti-mofo são os produtos mais comumente utilizados. Em versões acrílica e látex, com cheiro e sem cheiro, têm em sua composição substâncias para evitar o crescimento de fungos. Existem diversas marcas no mercado com eficiência comprovada no combate aos micro-organismos, como Coral, Suvinil, Sherwin Williams, entre outras. Recomenda-se a aplicação de duas a três demãos de tinta, obedecendo o tempo de secagem indicada por cada fabricante para que o produto tenha maior eficácia e melhor rendimento. Elas vão ajudar a proteger a casa dos fungos por mais tempo, mas é preciso, sempre que possível, ventilar e iluminar os ambientes para que as manchas não reapareçam. E chega de mofo!

Fonte das imagens: Mãos a obra 

Nenhum comentário:

Postar um comentário